Projeto (piloto) - Adoção BrOffice

terça-feira, 18 de março de 2008

Boa noite.

Postando diretamento (via Wi-Fi) da sala 219 (Unimonte/Santos), no curso de Pós-Graduação em TI.

Num momento ou outro de espaço pra visitar o reader, me deparei com essa que tem sido uma idéia/plano há tempos. Coincidentemente, enviei hoje para o nosso consultor uma proposta de projeto piloto de adoção do mesmo.

Eis um trecho:

“Abordarei nesta postagem uma solução voltada principalmente para empresas, seja de pequeno, médio ou grande porte. Se o assunto é legalização de software e economia, apresentamos a quem não conhece a suíte livre BrOffice, versão brasileira do OpenOffice. Estou trazendo para os leitores a experiência de uso do BrOffice em 68% das estações da empresa onde trabalho. Vale lembrar que no meu caso instalei o BrOffice nas estações que possuem Windows XP Professional.

Resolvi aderir a esta mudança após a decisão de regularizar todos os softwares utilizados na empresa. Inicialmente não foi fácil fazer as pessoas se acostumarem a usar uma coisa que nunca tiveram contato. A rejeição foi pequena (20% não se adaptaram à nova ferramenta). As maiores reclamações foram das pessoas dos setores financeiro e faturamento.”

Enviado por Diego Santos (diegoΘmormaiisunglasses·com·br) - referência (infoneural.com).

Espero que o projeto seja adotado o quanto antes. Já está mais do que provado que o BrOffice é capaz de suprir as necessidades básicas de um pacote de escritório (até que os mesmos sejam migrados quase que totalmente pra web, como já é praticamente o meu caso, já que 90% dos meus documentos, estão Google afora...enfim). Agora, não sou leviano a ponto de querer competir algo ou alguém com o Excel, que é uma ferramenta altamente rica e praticamente imbatível nesse sentido. Porém, é fato também que nem todos precisam de 50% de suas ferramentas (e agora, abas de botões). Na sua grande maioria, se usa muito pouco de seus recursos. Aí entra o Calc, o Writer, enfim... justamente nesse nicho.

Bom, é isso... em breve, espero ter novidades (boas) nesse sentido.

[]'s

referência: www.infoneural.com

2 comentários:

Anônimo disse...

O link de referência não mais funciona. Este trabalho pode ser uma boa base para outros trabalhos na área. O link poderia ser publicado novamente em outro endereço?

Phoenix disse...

Desculpe a demora.

Realmente, a url está caindo na telefônica. =/

Bom, entrei em contato com o Diego (que foi quem postou originalmente a matéria). Então fico no aguardo de alguma novidade a respeito.

No mais, a adoção onde trabalho foi/está sendo complicada, mas está indo. O problema é a resistencia de alguns, mas de toda forma, muitos acabam percebendo que o BrO é uma solução muito relevante.

[]s