Use a versão "do dia" do Ubuntu Lucid

quarta-feira, 17 de março de 2010

Para quem é corajoso e já instalou a versão Alpha do Ubuntu 10.04 Lucid Lynx, sabe que as atualizações são praticamente diárias. O que pouca gente sabe é que a Canonical disponibiliza diariamente um CD com todos os avanços que a versão vem ganhando. Há dois dias do lançamento da versão beta, baixei hoje a versão 64 bits do dia 16/03, e instalei aqui. Para os curiosos, como eu, que quiserem conferir, as versões podem ser baixadas na seguinte url: http://cdimages.ubuntu.com/daily-live/current/

Novidades até aqui: Para acessar as opções clássicas do LiveCD, é preciso apertar alguma tecla do teclado. Caso não aperte nada, o sistema dá o boot automaticamente. O antigo usplash foi substituído pelo plymouth, como era previsto desde o 9.10. Os desenvolvedores conseguiram deixar o boot bastante rápido. Dependendo da máquina, mal dá pra ver a tela de boot, já entrando no GDM. Acima está o plymouth do CD, mas depois de instalado é um pouco mais bonito, pois as letras dão lugar ao novo logotipo. Quando não se aperta nenhum botão na tela do isolinux, o sistema cai direto aqui. Você tem duas opções: testar o LiveCD ou instalar o sistema. Como fora anunciado há alguns dias, o padrão marrom deu lugar ao púrpura. Aos poucos a equipe está substituindo os ícones, como podem reparar no botão de minimizar as janelas. O ícone "Computador" também já está roxo.
Praticamente os papéis de parede são os mesmos do Karmic, mas provavelmente a versão beta já deve trazer novos papéis de parede. No indicador (ícone da cartinha) é possível acessar facilmente uma conta de bate-papo (Empathy), e-mail (Evolution) e, a novidade, redes sociais, como o Twitter (pelo programa Gwibber).
Já no alternador de usuários, é possível configurar rapidamente as contas dos serviços acima citados, bem como definir seu estado. O Nautilus está com esse novo recurso, semelhante ao do Dolphin, e como podem reparar, os botões de minimizar, maximizar e fechar estão do lado esquerdo. Algo sensacional que aconteceu aqui foi o fato de, assim que eu acabei de instalar, a aceleração da placa ATI já estava ativada e com o compiz, com direito a cubo, funcionando. Como eu mantenho a mesma pasta /home, já estava tudo configurado. Nem foi preciso instalar o driver restrito, que inclusive não foi encontrado pelo "Drivers de Hardware":

Já está valendo muito a pena usar o 10.04, que com certeza será um marco na história do Ubuntu e do Linux de uma maneira geral.

Dia da Liberdade dos Documentos 2010

quarta-feira, 10 de março de 2010

“Você conseguirá ler seus documentos daqui a 20 anos? Todos os dias, milhares de usuários de computador como você editam textos, planilhas, tiram fotos e gravam vídeos. Imagine se você não mais conseguisse abrir suas cartas pessoais, ou abrir aquele album de fotos de sua lua de mel? E se você não conseguisse trocar esses arquivos com seus amigos porque o aplicativo usado por cada um de vocês não consegue se comunicar com o outro? Para ajudar você a ter documentos duradouros, nós celebramos o Dia da Liberdade dos Documentos, no dia 31 de março.

Qualquer pessoa pode salvar documentos em Open Document Formats, que são baseados em padrões abertos, e ter certeza que qualquer pessoa poderá ler esses arquivos, independente do aplicativo que elas usem. Qualquer pessoa pode criar aplicativos que lêem e salvam documentos nesses formatos. A Internet foi construída baseada em padrões abertos, e este é um dos motivos pelos quais há tanta inovação online.

No Dia da Liberdade dos Documentos, nós organizaremos atividades no mundo inteiro com ajuda de nossas organizações parceiras e voluntários popularizar Open Document Formats e padrões abertos.

Durante todo o mês de março, vamos divulgar informação sobre Open Document Formats padrões abertos. Vamos publicar artigos, conversar com a imprensa, com amigos, e espalhar o logo da campanha por toda a Internet. Existem várias maneiras de participar da campanha, então escolha uma e junte-se a nós:

* Coloque um banner na sua página, com link para o site da campanha. Você pode encontrar banners na Página de artes gráficas[0].
* Publique algo o seu blog sobre a campanha ou sobre padrões abertos, e ajude a divulgar a campanha. Envie-nos um link, e adicionaremos na
nossa página.
* Use seu microblog para divulgar artigos e notícias sobre a campanha! Use as tags !dfd e #dfd2010
* Organize alguma atividade, no dia 31 de março, em sua cidade. Para idéias em tipos de atividades, visite a página da campanha.
* Faça uma doação[2]. Sua contribuição torna o Dia da Liberdade dos Documentos possível!
* Torne-se uma organização parceira. Contate nossa Equipe Organizadora[3] para obter mais informação.

Quer aprender mais sobre padrões abertos? Acesse:

http://documentfreedom.org/Open_Standards

O Dia da Liberdade dos Documentos serve para ajudá-lo a ser dono dos seus dados. Você não deve estar amarrado a um aplicativo em particular para poder viver no mundo digital, e você também não deve estar preso a nenhum aplicativo para poder interagir com o seu governo, escola, ou quem quer que seja.

Para mais informações sobre o Dia da Liberdade dos Documentos, visite nossa página: http://www.documentfreedom.org

[0] http://documentfreedom.org/Artwork
[1] http://documentfreedom.org
[2] http://documentfreedom.org/Support
[3] http://documentfreedom.org/About#Coordination_Team”

Fonte: [referência: fsfe.org e espiritolivre.org]

Mega Drive (Emulando sua infância, parte 4)

sábado, 6 de março de 2010

Mega Drive é um console de jogos de vídeo da geração de 16 bits da SEGA que concorria diretamente com o Super Nintendo. Conhecido como "Genesis" nos Estados Unidos, o console fez grande sucesso na década de 1990, perdendo espaço após o surgimento e popularização da nova geração de consoles de 32 bits, como o Playstation da Sony.

Dentre os jogos de maior sucesso desse sistema está a série Sonic the Hedgehog, a aventura de um veloz ouriço azul para salvar os animais de seu planeta. O jogo foi criado com o objetivo de rivalizar com o personagem Mario, o mascote da Nintendo, criando assim a SEGA seu próprio mascote e maior símbolo. A velocidade do jogo tinha por objetivo mostrar as vantagens do processador do Mega Drive em relação ao console de 16 bits da Nintendo.

Versões

As versões do Mega Drive eram numeradas, mas elas não equivalem em todos os mercados. Há três versões principais do sistema: o Mega Drive original é o maior de todos, suporta o acessório para rodar jogos de Master System, o Mega CD e o 32x. Tem uma saída de fone de ouvido com controle de volume. A segunda revisão do sistema é menor e não suporta corretamente o acessório de compatibilidade com Master System, mas suporta Sega CD e 32X. A terceira revisão foi lançada após a "era dourada" e era uma versão barateada para atingir um mercado mais popular. Essa versão não suporta o 32x nem o Sega CD e foi lançada nos EUA pela Majesco e no Brasil pela Tec Toy (sendo que a versão da Majesco apresentava um novo design).

Uma versão portátil chamada Nomad foi produzida por um curto período de tempo. Com alto consumo de bateria, uma tela de qualidade insuficiente e alto custo de comercialização, essa versão foi pouco popular.

O "Mega CDX" era um Mega Drive que incluía o acessório Sega CD embutido, e também podia ser usado como um "discman" através do uso de duas baterias AA. O Mega CDX é consideravelmente maior e mais pesado que os reprodutores portáteis de CD disponíveis no mercado hoje.

A Tec Toy ainda hoje produz o Mega Drive, em versões mais baratas, voltadas ao mercado popular. Atualmente, ela produz duas versões: a primeira é o Mega Drive 3 com 81 jogos na memória. Essa versão não possui entrada para cartuchos, sendo possível jogar apenas os 81 jogos de sua memória interna. A Tec toy já chegou a fabricar o Mega Drive 3 com 30 jogos na memória, ainda com entrada para cartuchos. Entretanto, essa versão foi extinta pela própria empresa, e substituída pela que não tem entrada, o que não agradou os fãs, pois limita aos jogos gravados na memória, não permitindo, portanto, jogar nenhum outro via cartucho. Já a segunda, o "Mega Drive Portátil", é uma versão de bolso do console, diferente da Nomad, que possui 3 botões de ação (como nos primórdios do videogame), tela LCD de alta resolução e 20 jogos na memória. Entretanto, ele também não possui entrada de cartuchos ou uma entrada para a comunicação com PCs (como entradas USBs ou outros tipos de cabo), o que lhe limita aos jogos de fábrica.

Mega Drive no Brasil

O Mega Drive foi um dos mais populares videogames comercializados oficialmente no Brasil através da fabricante de brinquedos Tec Toy. Com o Master System e o Mega Drive, a Tec Toy chegou a ter 75% do mercado brasileiro. Fisicamente o videogame era idêntico ao "Genesis" americano, sendo compatível com os jogos NTSC para esse sistema. O sinal de saída de vídeo, porém, foi convertida para PAL-M, o padrão brasileiro misto entre PAL e NTSC.

O Mega Drive é produzido até hoje no Brasil pela Tec Toy em versões baratas para competir com a faixa mais baixa no mercado de jogos eletrônicos (dominada em sua maior parte por clones ilegais asiáticos do NES), normalmente incluindo dezenas de jogos na memória ou em um cartucho multijogo. Esses consoles são equivalentes ao "Genesis III" da Majesco americana e não suportam os acessórios produzidos para o sistema ou o jogo Virtua Racing.

A Tec Toy desenvolveu alguns jogos exclusivos para o Mega Drive, como "Férias Frustadas do Pica-Pau", "Turma da Mônica na Terra dos Monstros" (uma modificação de Wonder Boy in Monster World com Mônica e Cebolinha),um port de Duke Nukem 3D e Show do Milhão .

Em 2004 a Tec Toy revelou os jogos mais vendidos de seus consoles. No Mega Drive eram:

  1. Mortal Kombat 3
  2. Sonic the Hedgehog 2
  3. Mortal Kombat II
  4. Super Monaco GP
  5. Castle of Illusion
  6. Ultimate Mortal Kombat 3
  7. Ayrton Senna's Super Monaco GP II
  8. FIFA Soccer '97 Gold
  9. Moonwalker
  10. Sonic Spinball
Emulador

Assim como em todos os casos, temos diversos emuladores que cumprem um bom papel quanto ao Mega. Particularmente, recomendo o Gens. Para instalá-lo:

sudo aptitude install gens

Em seguida, basta executá-lo em Aplications, Games, Gens.

Basicamente, não há muitas diferenças com relação aos outros que já citamos. Algumas dicas com relação a configurações são: ativar em Graphic o Vsync e o Strech, não ativar o OpenGL, em Bits per pixel, configurar em 32, em Render, 50% Scanline, em CPU, habilitar o Auto Detect em Country, em Sound, Rate, habilitar 44100 e por fim, em Option, Joypads, configurar seu joystick de preferência. Com essa configurações de video, é possível jogar em tela cheia (ALT+ENTER) com scanline perfeitamente.

No mais é o de sempre, File, Open Rom e partir pra diversão. =)

Página oficial: http://info.sonicretro.org/Gens/GS

Referência: wikipédia

Script para backup blogger

Olá.

Algum tempo atrás, falamos sobre o excelente httrack. Visando automatizar ainda mais as tarefas de backup, criei um pequeno script pra essa tarefa.

!#bin/bash

data=`date +%Y"_"%m"_"%d`

httrack http://ENDEREÇO_DO_BLOG/ -O "/tmp/BKP" -%v -*/*search* -*/*widget*
7z a /DIRETÓRIO_ONDE_FICARÁ_SEU_BACKUP/NOME_DO_ARQUIVO_$data /tmp/BKP

O que ele faz?
Inicialmente, armazenamos numa variável, a data do dia, no formato ano, mês, dia. Depois, chamamos o httrack e iniciamos o backup. Assim que ele terminar a cópia dos arquivos, iniciará a compactação com o 7zip (necessário ter instalado) no diretório especificado (edite conforme sua vontade), com a variável data no nome do arquivo.
Simples e eficaz.
Pra ficar totalmente automático, deixe agendado no cron, pra ser feito mensalmente ou quando achar necessário.

[]s