Como será o Ubuntu em 2012?

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Mal acabou de ser lançada a versão 11.10, o Oneiric Ocelot, e já há uma grande expectativa para a próxima versão do Ubuntu, a 12.04 LTS, cujo codinome é Precise Pangolin (uma espécie de tatu-bola africano ou asiático).

Desta vez, a expectativa não se deve ao ciclo de desenvolvimento de 6 meses, mas ao descontentamento com a interface Unity e com o conjunto de novidades da última versão. Embora interessantes, esses recursos não produziram o efeito “uau!”. Vamos às novidades prometidas para o Precise Pangolin:

• A versão de 64 bits será a distribuição padrão. Já existe há tempos, assim como em outros sistemas, uma tendência de abandonar a versão de 32 bits;

• O aplicativo do serviço na nuvem Ubuntu One receberá modificações para permitir sincronização de perfil, suportando até 5 GB de dados. É algo bem controverso, porque parece uma forma de aumentar o “opt-in” do serviço e vender na sequência planos de capacidade superior;

• O Rhythmbox volta a ser o player padrão. Banshee e o suporte a Mono (Microsoft .NET) estão com os dias contados;

• Pela primeira vez a distribuição não caberá em um CD. Ela terá 750MB e passará a focar em DVDs e principalmente pen drives;

• A interface Gnome ficará na versão 3.2, já que a versão 3.4
sai um mês depois do lançamento oficial. Já há indicios de uma atualização futura, antes do próximo ciclo;

• Apesar de se estar preparando uma versão do Ubuntu para tablets e smartphones, não será desta vez. As previsões indicam que o teste virá só na 12.10.

Para testar a versão Alpha 1 do Ubuntu 12.04, lançada na semana passada, clique aqui. Pelo roadmap o próximo alfa chega somente em fevereiro.

Fonte: INFO

VMware View Tech Preview now available in the Ubuntu Software Center

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

VMware View Tech Preview now available in the Ubuntu Software Center

The ‘VMware View Client Tech’ Preview for Linux is now available through the Ubuntu Software Centre. This reinforces the great work done by ecosystem partners in making their latest and greatest technology available on Ubuntu.

New devices are proliferating across all industries, with the Education sector being particularly strong. Ubuntu is the natural choice within Education for virtualization products like VMware View. PC Repurposing, getting prolonged use from existing PCs, is an obvious use case for virtual desktop technology and Ubuntu is the perfect platform.

VMware View Client Tech is available now for all Ubuntu versions from Ubuntu 10.04 LTS through Ubuntu 11.10 and works with VMware View 4.6 and 5. It incorporates VMware’s latest View Client technology with PCoIP which provides end users with top performance regardless of network conditions. Download the VMware View Client Tech Preview now at the Ubuntu Software Center.

From: Canonical Blog


Notícia interessante.

Remmina Remote Desktop Client

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Olá.


Falemos um pouco sobre o Remmina; é basicamente um cliente para acesso remoto, que substituiu por padrão, o TSClient no Ubuntu 11.10.
Basicamente muito entre aspas, já que ele possui uma gama de opções e compatibilidade.

Acessos do tipo VNC, RDP, SSH, entre outros, estão a disposição, além de abas para vários acessos simultâneos.


Para instalação, nada fora do comum:


sudo aptitude install remmina

Recomendo fortemente a quem lida com suporte a desktop e/ou servidores.

Site oficial: http://remmina.sourceforge.net/index.shtml


Dolphin (Emulador da Gamecube e Wii)

terça-feira, 8 de novembro de 2011

O Dolphin é um emulador para jogos de Nintendo Game Cube e Nintendo Wii

Recentemente foi atualizado para a versão 2.0, trazendo consigo algumas novidades.
A maioria dos jogos funcionam perfeitamente ou com pequenos problemas. Os jogos podem ser emulados em HD Quality (Alta Definição) até a resolução de 1080p. Isso é uma característica memorável já que as próprios consoles Gamecube e Wii não são capazes disso.

Algumas características:
Suporte ao Wii Menu
Frameskip
Suporte ao Wiimote e Nunchuck
Excelente qualidade som som
Suporte para HD Quality (1080p)
Suporte para Anti-Aliasing e Anisotropic Filtering
Possibilidade de salvar qualquer jogo

Como instalar no Ubuntu via PPA:

sudo add-apt-repository ppa:glennric/dolphin-emu
sudo apt-get update
sudo apt-get install dolphin-emu

Depois de instalado, execute "dolphin-emu" no terminal ou via atalho em Jogos.

O dolphin encontra-se também disponível para WindowsMacOS e outras versões do Linux.
Requisitos do sistema

Dolphin suporta multi-processador.
Windows XP7Vista/Win7, Linux ou MacOSX Intel.
CPU com SSE2.
Placa de vídeo com Pixel Shader 2.0 ou melhor. Nem todas as placas de vídeo onboard funcionam.

Licença: Open Source

Fonte: dragteam.info

USB device error

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Olá.
Recentemente tive esse problema ao tentar acessar um dispositivo USB dentro de uma VM do VMWare:

Remote USB device error: Remote device disconnected: an error occured while sending data.

Resolvi alterando as permissões do dispositivo do host com:

sudo chmod -R 777 /dev/bus/usb

Dica da comunidade do VMWare. o/

Firefox 10 (Alpha 1) no Ubuntu 11.10/11.04

sexta-feira, 21 de outubro de 2011


Olá.

Quem quiser dar uma olhada nas próximas versões do Firefox, segue a receita:

sudo add-apt-repository ppa:ubuntu-mozilla-daily/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get install firefox-trunk

Chamando no Unity:













Referência: upubuntu.com

Thunderbird (novas versões)

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Olá.

No Ubuntu 11.04, eu tinha o Thunder 3. O 7.0 acabou vindo num upgrade automático. Sem crise com o Lightning.
Fiz upgrade pro 11.10 e voltei pro 11.04. Thunder voltou pro 3 (e já era o Lightning). Segui um tutorial pra instalar o 7:

sudo add-apt-repository ppa:ubuntu-mozilla-daily/thunderbird-aurora
sudo apt-get update
sudo apt-get dist-upgrade

Só que na realidade, veio o 9. O_o

Removi ele e o repositório e instalei o 6, com:

sudo add-apt-repository ppa:mozillateam/thunderbird-stable
sudo apt-get update
sudo apt-get install thunderbird

Mas veio o 7! \o/

E o 8?

sudo add-apt-repository ppa:ubuntu-mozilla-daily/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get dist-upgrade

Não testei, mas se seguir o princípio, deve aparecer por aí, o 10. =P

[]s

Referência: upubuntu.com

Banshee (error with older database versions)

quarta-feira, 19 de outubro de 2011


Olá.

Entre as idas e vindas entre versões do Ubuntu nos últimos dias, o Banshee resolver não funcionar.

Apresentava o seguinte "erro":

This version of Banshee was prepared to work with older database versions thus it is too old to support the current version of the database.

A solução foi meio drástica, mas como eu não tinha bibliotecas enormes configuradas nele, não houve maiores traumas.

Simplesmente removi o BD dele. Fica em: ~/.config/banshee-1/banshee.db

Feito isso, voltou a operar normalmente. =)
[]s

Referência: http://ubuntuforums.org

Ubuntu 11.10 (impressões)

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Olá.

Simples e direto; mais uma versão (pra mim, beta) que não gostei.
O Unity continua não me agradando e pra piorar, o tema clássico não veio por padrão (precisei instalar manualmente e mesmo assim, não ficou a contento, como era no 11.04, por exemplo).
O pacote 7 da Mozilla já tinha no 11.04, então nenhuma novidade.
O GDM ficou bacana (apesar de sentir falta das opções manuais por padrão, de versões mais antigas).
O Ubuntu Software Center ficou mais bonito (apesar disso não influenciar em muita coisa).
O boot ficou extremamente rápido (isso melhora cada vez mais).
Um recurso de busca automática (no Unity) parece ter ficado ainda melhor. Ele praticamente lista tudo, ao digitar poucos caracteres.
E o de mais destaque, apesar de não ter nada relativo a versão em si, foi eu ter conhecido o Remmina, já que o TSClient não veio por padrão (depois faço um post mais detalhado sobre ele).

Enfim, basicamente, continuo achando que o Unity cabe melhor nos netbooks e afins. Querem bancá-lo, sem problema, mas que mantenham um tema clássico como os antigos. Esse lance de forçar a utilização de uma pseudo-melhoria, não cabe muito no mundo GNU. Espero que revejam esse conceito para as versões oficiais (leia-se LTS).

Continuo recomendando apenas para heavy users ou mais curiosos. Para os demais, mantenham-se na última LTS disponível (10.04).

[]s

Ubuntu 11.10 (download)

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Video promocional:



Opções de Download: http://www.ubuntu.com/download/ubuntu/download

Baixe e compartilhe, preferencialmente, via .torrent: http://www.ubuntu.com/download/ubuntu/alternative-download#bt

Logo mais, impressões.
[]s

Ubuntu 11.10

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Olá.

Daqui há poucos dias, teremos mais um Ubuntu entre nós. E nada mais interessante do que saber o que teremos de novidades.

Dei uma passada no site do André Gondim e "clonei" algumas informações: =P
Linux kernel 3.0.1
GNOME 3.1.5
Melhorias no visual do Unity
Mudança de GDM para LightDM
Melhorias no indicador, no alternador de usuário e em energia e sessão
Alternador Alt + Tab mais atraente
Cliente de e-mail Thunderbird 7
Navegador Firefox 7
Ferramenta para cópia de segurança Deja Dup
Melhorias e redesenho na Central de Programas do Ubuntu
LibreOffice 3.4.2
Recurso novo durante a instalação, foto ou imagem no perfil para escolha
Melhoramento no Unity 2D
Diversos papeis de paredes possíveis
Um elevado número de correções de bugs
Pelo visto, será uma atualização de impacto. Aguardemos...

Montar swap

Olá.
Precisei redimensionar um volume e a partição swap se perdeu. Pesquisei e encontrei essa solução:

Para ativar a partição swap (hda6, por exmplo) basta digitar o comando:

swapon /dev/hda6

Para ativar todas as partições marcadas como swap no arquivo /etc/fstab, você pode usar o comando:

swapon -a

Se quiser desativar a partição swap, use o comando:

swapoff /dev/hda6

E para desativar todas as partições marcadas como swap no arquivo /etc/fstab digite:

swapoff -a
Referência: epidemiclinux.org

VMWare Server no Ubuntu 10.10

domingo, 18 de setembro de 2011

Olá.

Algum tempo atrás, iniciei uma homologação de softwares no Ubuntu 10.04 LTS. E praticamente tudo funcionou. Porém, acabei não postando os relatos.

Como fiz um upgrade recente, acabei formatando e reinstalando tudo. Tentei, conforme comentado dias atrás, usar a versão 64, sem muito sucesso.
Resolvi instalar a 32 mesmo, do 10.04. Mas infelizmente, não consegui instalar o VMWare Server. Tentei por um bom tempo e nada. Mesmo usando praticamente o mesmo que fiz na estação de homologação.
Pra não perder tempo, instalei o 10.10 e pra minha surpresa, instalou perfeitamente.

Irei aqui, relatar o que fiz:

Os ingredientes necessários são o próprio VMWare Server (baixado do próprio site da VMWare) e um patch do RaduCotescu (baixado no site dele). O lance desse patch, é que existem 2 versões (1.50 e 1.60). A princípio, tentei com a mais atual, sem sucesso. Quando testei a 1.50, funcionou na hora.

A sacada aqui, é manter o arquivo compactado do VMWare no mesmo diretório dos arquivos do patch (que você irá descompactar).
Rodando o patch, ele mesmo irá baixar algumas dependências e descompactar o arquivo do VMWare. Se tudo correr bem, ele já irá iniciar a instalação (que é a parte que você interage).
Ao final, basta ir no browser, acessando a URL: http://localhost:8222
Lembre-se de logar como root. Caso não tenha atribuído uma senha pro root, faça isso com: sudo chpasswd root
Até aí, tudo bem. Porém, mesmo conseguindo gerenciar o VMWare via browser, pelo Firefox, por exemplo, não é possível abrir um console VM. Dá um erro no próprio Firefox.
A dica então, é chamar um "console de VM's" diretamente pelo plugin.
Pra isso, basta chamar o arquivo:

/home/SEU_USUÁRIO/.mozilla/firefox/PERFIL_DO_FIREFOX/extensions/VMwareVMRC@vmware.com/plugins/vmware-vmrc

Porém, aqui pode ainda dar um problema. Caso tenha atualizado o Firefox, antes de tentar acessar o VMWare alguma vez, o plugin não será instalado. Ou você baixa o plugin manualmente ou simplesmente atualize o Firefox (pro 6.0 por exemplo), somente após ter feito algum acesso ao VMWare via web. Dessa forma, o plugin será instalado (mesmo não rodando diretamente). Aí sim, você acesso o caminho acima, para gerenciar e utilizar as VM's.

Bom, pra finalizar, caso faça alguma atualização de kernel, será necessário chamar o: vmware-config.pl
No meu caso, fiz uma pra reconhecer mais de 3GB de memória (limitação do 32bits). E mesmo chamando o config.pl, não deu certo. Dava um erro de compilador e tal. Resolvi instalando o VMWare novamente, pelo install.

Por aqui, deu certo. =)

KXMame no Ubuntu 10.10

domingo, 11 de setembro de 2011

Olá.

Pra quem estiver tendo problemas de não encontrar o diretório do xmame ou similar no Ubuntu 10.10, para o KXMame, vai uma dica:

Desinstale o xmame-sdl.

Instale a partir do repositório: http://ftp.debian.org/debian/pool/non-free/x/xmame/

Primeiro o:

xmame-sdl_0.106-2.1_i386.deb 21-Jun-2.008 21:02 9.4M

Em seguida, atualize para o:

xmame-sdl_0.106-3.2_i386.deb 06-Dec-2009 11:55 9.4M

Se na hora de desinstalar, pedir pra remover o KXMame, remova sem problema. Após os 2 passos acima, instale ele novamente.
Fiz exatamente isso e funcionou. =)

Créditos para: http://www.ubuntu-es.org/node/142974

Ainda sobre ele, um adendo; tentei rodar em fullscreen numa resolução de 1680x1050 e dava um crash bem estranho. Só funcionou, diminuindo pra 1024x768. Fica a dica.

[]s

Ubuntu 64bits

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Olá.

Fiz um upgrade recente e decidi instalar uma versão 64 bits do Ubuntu.

Em termos de desempenho, um espetáculo (mas talvez mais pela diferença do poderia do i5+DDR3 contra meu cansado Dual Core). Porque pelo que vi em comparativos, a diferença de desempenho é de poucos % ou frames aqui e alí, dentro do que foi medido.
O problema foi (e é o que todo mundo diz), a compatibilidade com aplicações mais específicas.

Meu divisor de águas foi o VMWare. É por ele que estudo, então ele é fundamental. E não, não pretendo investir meu tempo agora em outros softwares de virtualização. Brinquei com outros no passado e o que me agradou e uso na produção 24/7 é o VMWare.
Baixei a versão 64 dele e tentei instalar. Diversos erros. Perdi um tempo razoável tentando resolver, mas sem sucesso.
O Adobe Air também não instalou. Mas esse, eu até abriria mão, já que é apenas pra usar o TweetDeck.

Enfim... hoje reinstalo o 32 e serei feliz (seguindo a dica para reconhecer mais de 4GB, claro). =P

Mudar wallpaper automaticamente

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Olá.

Ainda estamos por aqui. =)

Uma dica rápida, pra quem quer deixar seus wallpapers alternando automaticamente. O Screenlet Wallpaper Changer e uma boa opção.

Faca o download em: http://www.screenlets.org/index.php/Wallpaper_Changer_Screenlet



Após, faça a instalação no Screenlets normalmente (falamos dele aqui) e adicione-o ao desktop. Em suas configurações, e possível baixar wallpapers e imagens diversas da internet ou adicionar suas próprias. Também é possível ajustar o intervalo de alterações.

Bacana também é o Tux que fica no desk, sempre visualizando a próxima imagem. =)

Até mais!
[]s




Ubuntu 11.04 (impressões)

sábado, 28 de maio de 2011

Olá.
Já fazem algumas semanas do lançamento do 11.04. Acho que já posso postar minhas impressões.

Sobre as principais novidades:

  • Gnome 2.32.1 (Fork para Unity)
A princípio, nenhum grande impacto. Não houveram grandes crash (um ou outro no netbook). De importante mesmo, só o suporte a seguir.
  • Completa reestruturação na interface gráfica, substituindo o Gnome-Panel pelo Unity (porém Gnome-Panel ainda pode ser usado pelo modo clássico)
Aqui sim, uma grande diferença. E já digo que não gostei. Para o netbook, ficou muito bom. Acrescentaram algumas coisas que não tinham na versão anterior (Netbook Remix, que foi extinta) e melhoraram outras já existentes. Porém, para o desktop, nada bom. Principalmente para heavy user. A barra lateral atrapalha mais que ajuda. Ainda bem, que é possível utilizar o modo clássico, que a princípio, gerou algumas falhas, crashs, mas aos poucos foi se normalizando e mantendo a estabilidade de sempre.
  • Banshee como player de mídia padrão no lugar de Rhythmbox
Muito bom player. Ainda não substitui o Amarok 1.4, mas tem um ótimo desempenho, com compatibilidade com vários plugins, uma interface bacana, etc. Gostei dele. Achei menos simples que o Rhythmbox. Cabe muito bem para um player casual com bons recursos.
  • LibreOffice como suíte de escritório padrão no lugar do OpenOffice
Ainda não tinha usado. E se não tivessem falado nada, eu nem teria percebido. Achei praticamente a mesma coisa do OO. Óbvio que utilizo apenas para edição de planilhas e documentos em geral, com baixa exigência de operações. Portanto, não posso avaliar num contexto mais avançado. De qualquer forma, não presenciei nenhuma anomalia.
  • Linux Kernel 2.6.38
Nenhum crash, nenhuma queda de desempenho.
  • Firefox 4.0
Gostei da forma com que o menu se adaptou as barras (no netbook é ainda mais perceptível). Estabilidade e velocidade de sempre. Passei a utilizar o Sync e estou gostando bastante.
Usei um pouco no Seven também e achei tão bom quanto no GNU.
  • Melhoria gráfica nos temas GTK do Ubuntu (Ambiance e Radiance)
Não notei grandes diferenças, tirando alguns belos wallpapers.

Bom, é isso.
Estou usando o 11.04 no Desktop do trabalho, com a interface clássica e no Netbook, com o Unity. Em casa, atualizei recentemente para o 10.04 LTS. Tenho uma opinião bem formada com essas versões não LTS, de que são apenas versões quase beta. Recentemente li algo do Mark que praticamente confirmou isso.
De qualquer forma, as adições, mesmo instáveis, por vezes, valem o upgrade.

Recomendo sim, o upgrade para o 11.04, mas apenas para os mais curiosos ou heavy users. Para o pessoal mais sossegado e sem grandes ambições tecnológicas, manter-se no 10.04 LTS ainda é a melhor opção (que é o caso do meu Desktop doméstico).

[]s

Ubuntu 11.04

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Olá.

Já está disponível a versão 11.04, codinome Natty Narwhal.

Modificações:

Gnome 2.32.1 (Fork para Unity)
Completa reestruturação na interface gráfica, substituindo o Gnome-Panel pelo Unity (porém Gnome-Panel ainda pode ser usado pelo modo clássico)
Banshee como player de mídia padrão no lugar de Rhythmbox
LibreOffice como suíte de escritório padrão no lugar do OpenOffice
Linux Kernel 2.6.38
Firefox 4.0
Melhoria gráfica nos temas GTK do Ubuntu (Ambiance e Radiance)

Link para as novidades (com video): http://www.ubuntu.com/ubuntu/whats-new

Download: http://www.ubuntu.com/download/ubuntu/download

Baixem e compartilhem, preferêncialmente, via .torrent: http://www.ubuntu.com/download/ubuntu/alternative-download#bt

Lançado o livro LibreOffice Para Leigos

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Publicado em 26 de abril de 2011 por nhonho em BrOffice para leigos

Desde o final do ano passado, estava escrevendo o livro, aproveitando as férias de janeiro e momentos de folga durante a semana e finais de semana. Mas finalmente ficou pronto minha primeira obra, LibreOffice Para Leigos.

Enquanto estava escrevendo o livro, ocorreram diversas alterações como a logomarca, mudança do nome, lançamento de versões e extinção da ONG, mas depois de algumas correções e diagramação, segue o link para vocẽs fazerem download.

http://goo.gl/SqxRu

Peço também que a comunidade, se encontrar erros, reporte para meu email, klaibson@gmail.com

Me adicionem também no twitter: @klaibsonn e facebook: klaibsonn

Boa leitura.

Flisol Santos 2011

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Olá.

Estive apenas durante a manhã no Flisol Santos 2011, que foi realizado na Unimonte. O evento foi bem organizado e teve um público bem maior que 2010.
Participei a palestra sobre Sustentabilidade de Software Livre, com o Evaldo (um colega da época da Pós), em seguida joguei um pouco de Frets on Fire (uma espécie de Guitar Hero, versão livre), na área de jogos.
Não acompanhei a palestra do Kretcheu e nem a de esperanto. Teve também, um debate livre a respeito de SL e a visita ilustre do Carlos Donizete (o Coringão) do Ubuntu Games.


É isso. Parabéns a todos e ano que vem, tem mais.
[]s

Amarok 1.4 no Ubuntu 10.04

quarta-feira, 9 de março de 2011

Olá.


Pra quem gosta do Amarok 1.4 (como eu) e ficou feliz com o método de instalação dele no 9.04, segue agora o procedimento para o 10.04.


Afinal, uma hora, teríamos que atualizar. =P


sudo gedit /etc/apt/sources.list
Adicione ao final da lista:
#AMAROK 1.4
deb http://ppa.launchpad.net/bogdanb/amarok14/ubuntu jaunty main

deb-src http://ppa.launchpad.net/bogdanb/amarok14/ubuntu jaunty main

Salve e feche o editor.

Agora vamos adicionar a chave de autenticação e atualizar os pacotes:
sudo apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys AE74AE63 && sudo apt-get update
Por fim, instalemos o danado:
sudo apt-get install amarok14
Pode ocorrer um "erro" de libmysqlclient15off.
Então, basta instalar a dita com:
apt-get install libmysqlclient15off
Caso dê alguma falha na instalação (comigo deu), vá direto à fonte:
http://packages.ubuntu.com/karmic/i386/libmysqlclient15off/download
Baixe e instale manualmente.
Feito isso, basta novamente o:
sudo apt-get install amarok14
Feito! Amarok 1.4, o melhor player das galáxias, tocando perfeitamente no 10.04 LTS (e com garantia de 3 anos). \O/

Obs.: todos os "apt-get" podem ser substituídos por "aptitude".

[]s

Referências: http://www.dwasifar.com/?p=1111 ; http://ryan.ifupdown.com/2010/07/21/how-to-install-libmysqlclient15off-on-ubuntu-10-04/ ; http://packages.ubuntu.com/karmic/i386/libmysqlclient15off/download

Compartilhar a Internet no Linux

domingo, 23 de janeiro de 2011

Ola! Dica rápida para quem quer compartilhar a Web no Linux.




Digamos que você possui uma estrutura como a indicada acima: Sua máquina Linux possui duas placas de rede: em uma delas você se conecta com a Internet (com um modem direto, em modo Bridge, por exemplo) e na outra você se conecta com o roteador de sua rede (que fornece acesso a outras máquinas via lan ou wan).

A pergunta e: como compartilhar a Internet no linux?  Como fazer com que as máquinas conectadas ao roteador consigam acessar a Internet que está conectada diretamente ao Linux?


Me deparei com esse problema hoje e como demorei um pouco para encontrar a resposta, deixarei aqui diretivas de como fazer isso no Ubuntu. 


1 - Configure primeiro sua placa de rede que ira acessar o modem.   

Clique nos Menus:  System > Administration > Network Tools.

Em Network Device coloque sua interface aonde esta o modem (no meu caso é eth0) e clique em Configure.

Na janela Network Connections, selecione a Auto eth0 e clique em Edit


Na guia IPV4 Settings, você pode ajustar manualmente o IP, ou deixar via DHCP. 

Leia o manual do seu Modem para descobrir como proceder.  Aqui eu deixei automático, via DHCP.  Meu modem (HUAWEI - GVT) assume o endereco 192.168.1.1 e passa para minha placa o endereço 192.168.1.2


2) Configure a placa que ira acessar o roteador.

Volte a janela Network Tools.  Selecione a outra interface (aquela que está conectada ao roteador).  Aqui é a interface eth2. Clique em Configure.

Na janela Network Connections, selecione a Auto eth2 e clique em Edit

Eu precisarei colocar um endereco manual, porque em meu roteador nao posso configurar um gateway externo.  Caso esse não seja o seu caso, ou seja, nas opções do seu roteador você conseguir informar qual sera o IP da maquina com a Internet, essa configuracao podera ficar em DHCP.  



Como voces podem ver, meu roteador possui IP 10.1.1.1 e minha maquina com o Linux irá ficar no IP 10.1.1.2.  No gateway configurei o IP de meu Modem (acessado pela outra placa da rede).

Note que o número de mascara de rede 255.255.255.0 precisa ser o mesmo que esta configurado no seu roteador, senao as redes ficarao fora da mascara e não se "enxergarão".


3) Libere o acesso ao compartilhamento de rede Nat no IPTABLES

Abra o terminal e digite:

$ sudo echo 1 > /proc/sys/net/ipv4/ip_forward

$ sudo iptables -t nat -A POSTROUTING -o eth0 -j MASQUERADE

*note que o eth0 é o nome da interface que está conectado ao modem.


Após isso em um dos outros micros de sua rede teste o acesso. Aqui funcionou :)


Adaptado de: http://myhowtosandprojects.blogspot.com/2009/01/sharing-internet-on-linux.html  e  http://www.ubuntugeek.com/sharing-internet-connection-in-ubuntu.html