Canonical anuncia Ubuntu TV

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Notícia já antiguinha, mas muito interessante (quem levantou a lebre, foi a galera do GCC):

Ao contrário do que indicavam os rumores iniciais, o anúncio da Canonical na CES desde ano não foi um smartphone, mas algo bem maior. Especificamente, algo por volta de 40 polegadas maior: uma TV rodando uma versão do Ubuntu, com vários recursos especiais.

A Ubuntu TV é apenas o primeiro passo para o projeto de dominação mundial que a Canonical já havia anunciado meses atrás, e ao que parece a proposta de levar o Ubuntu a todos os dispositivos possíveis é séria. Com o slogan “TV para seres humanos” a proposta é bater de frente com a Apple e o Google, que também pretendem oferecer soluções parecidas.

Será que vai dar pra instalar o GNOME?

A interface da Ubuntu TV é bem familiar com o Unity, mas com algumas adaptações para que o usuário possa navegar entre filmes e programas de TV, assistir filmes no YouTube e mais, muito mais. Para o usuário que já se acostumou ao Unity, usar a Ubuntu TV será a coisa mais simples do mundo. Para o usuário que nunca tocou no Ubuntu, talvez leve uns cinco minutos para entender a interface.

Mais: Teste agora mesmo Ubuntu TV seguindo esse tutorial

Há outros recursos interessantes na Ubuntu TV. Usando o Ubuntu One, será possível compartilhar arquivos entre aparelhos com iOS, Android e o próprio Ubuntu. A Ubuntu TV separa sugestões de filmes e séries para assistir por usuários, assim como é possível separar listas de execução por usuários também. Ou seja: Você, seu filho e sua esposa podem ter perfis diferentes dentro da Ubuntu TV.

Embora ainda não exista nenhuma parceria confirmada com fabricantes de TV, Jane Silber, CEO da Canonical, garante que muitas empresas já estão em uma fase de negociações bem avançadas. E uma grande sacada da Canonical para conseguir o apoio dos fabricantes é oferecer o software do Ubuntu TV de graça. Assim, se uma LG ou uma Samsung (por exemplo) quiserem lançar TVs com a Ubuntu TV, não precisam pagar valor algum à Canonical. (Provavelmente a Canonical deverá ganhar uma parcela em cima da compra de conteúdo online, mas estou apenas especulando).

Já existe um hotsite para a Ubuntu TV, com maiores informações sobre o produto. E, se você já está animado com a notícia, é bom se acalmar: produtos com a Ubuntu TV devem chegar primeiro ao mercado norte-americano e chinês, e apenas no fim do ano. Mais ou menos quando o mundo acabar.