Desktop Meme

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Olá.

Seguindo a onda do Desktop Meme. Seguem...











Esse é o de casa. Não tirei agora, mas é assim que ele está...











Esse é o daqui (trabalho). Mesmo wall. ^^
Acabei de tirar...











Outro do trabalho. Detalhe com as 2 áreas (2k3 remoto).

No Fórum, temos um tópico sobre o assunto. Vejam em: Deskmod's E também minha galeria pessoal em: Picasa/Sneves

[]'s

Data & hora

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Artigo muito bom sobre data e hora em ambiente Linux:

1. Como funciona a data/hora no Linux?

Nesse tutorial vou além de jogar comandos para o leitor e tentar explicar um pouco do complexo processo que existe por trás do reloginho do pingüim.

Existem dois principais sistemas de hora no Linux:

* O Relógio do Hardware: que roda independente de qualquer sistema e continua funcionando mesmo quando o pc está desligado. Esse relógio é comumente chamado de Relógio de Hardware, Relógio de Tempo Real, RTC (sigla em inglês para Real Time Clock), Relógio da BIOS e Relógio CMOS.
* O Relógio do Sistema: esse guarda a hora utilizando um relógio dentro do kernel do Linux e é comandado por uma interrupção especial chamada timer. Aqui o Relógio da BIOS é utilizado apenas pra marcar a data/hora quando o sistema não está ligado. No processo de boot essa data/hora armazenada na BIOS é lida e nunca mais requisitada até o próximo boot.

2. Manipulando Data/Hora de Sistema e de Hardware.

O comando date, bastante conhecido, informa a data e hora do sistema em diversos formatos especificados pelo usuário. Por exemplo, para imprimir a data e a hora com o mês por extenso o comando seria:

date +"%d de %B de %Y"

Note que concateno com "de" para produzir algo como: 31 de Outubro de 2005. Mais Exemplos:

$ date -s 10:00 (seta a hora para as 10:00)
$ date -s Qua (vira o dia para quarta-feira as 00:00)
$ date -s "11/01/2005 13:55" (ajusta data e hora de uma vez)

A data trazida pelo comando date é a data que o sistema tem controle, ou seja, o relógio de Sistema. Pode-se ajustar sua data e hora conforme necessário, porém a mesma não será mantida até o próximo boot, quando o sistema fará uma nova requisição ao relógio do Hardware para ajustar-se.

Ajustar a data/hora do sistema agora passa então a ser uma operação de duas etapas: na primeira atualizamos a data/hora do Sistema; na segunda sincronizamos essa hora definida no Sistema com aquela definida na BIOS.

Vejamos um exemplo onde queremos modificar a data do Sistema para 31 de Outubro de 2005 e atualizar na BIOS:

$ date -s 10/31/2005

Ok, agora precisamos fazer o hardware receber a hora setada no sistema:

$ clock -w.

clock é um link para hwclock e a opção -w faz exatamente o que queremos: usar a data/hora do sistema para atualizar a data/hora da BIOS. O contrário também é possível, podemos utilizar a data/hora da BIOS para setar nosso sistema, trocando a opção -w por -s. Isso é feito pelo sistema na inicialização.

Referência: Dicas-l

BrOffice, dicas

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Olá. o/


Graças a migração (que ainda está sendo feita), do pacote MS-Office para o BrOffice, venho enfrentando algumas 'barreiras de entrada'. Vou tentar enumerar algumas:

1) Usuários que dizem que o MS-Office é mais fácil;
2) Usuários que dizem que o BrOffice não faz isso ou aquilo;
3) Falhas (reais) de segurança, na migração de documentos;
4) De alguma forma, eu ser taxado como culpado pela idéia, e ter nos ombros, a obrigação de resolver qualquer dificuldade.
Entre outras coisas.

Bom, sempre rebato a primeira causa com: "Se você tivesse usado pela primeira vez o BrO, como suíte de escritório, quando fosse apresentado ao MS-O, diria a mesma coisa".
A segunda, é ligada a quarta. Qualquer coisa que ocorre, sempre acham que eu tenho que resolver. Porque defendo a causa e sou contra pirataria de software, devem pensar que criei o BrO. A maioria dos problemas resolvo pesquisando, testando, errando, enfim. Grande parte das ferramentas, são parecidas entre os pacotes. Outras funções são particularidades de cada um ou possuem um nome, local, aplicação, etc, diferente.
A terceira, enfrentei recentemente, em função de proteger planilhas. Nela que vou basear esse post.

Dicas do BrOffice

Suposto problema/solicitação: proteger planilhas contra edição e liberar algumas células.

Aplicação: planilhas que serão enviadas para outros usuários onde alguns campos devem ser editáveis, mas a maioria deve estar protegido contra alteração.

Solução: primeiramente, alguns pontos:

Caso esteja utilizando o sistema de salvamento em .xls (grande maioria dos casos), haverá problemas. Pesquisei um pouco e encontrei isso:

"Somente os documentos que usam o formato BrOffice.org baseado em XML podem ser salvos por senha." "O formato proprietário .xls esconde o modo como suas senhas são salvas, impedindo que programas que não sejam da Microsoft utilizem este recurso adequadamente."

A solução, é usar o formato nativo do BrO (.ods). Assim, funciona perfeitamente. Ou então, usar o MS-Excel, e fazer toda a operação por lá.

Bom, esse é o problema de interoperabilidade entre eles, em se tratando de senha em planilhas. Resolvido isso, vamos a proteção em si...

Para proteção direta (sem exceção):

1. acesse o menu Ferramentas > Proteger documento;
2. escolha a opção desejada (Planilha ou Documento);
3. na janela que aparecer, digite a senha duas vezes;
4. clique em OK.


*obs.: proteger planilha, é a pasta atual (que estiver aberta); proteger documento, seria a proteção de todas as pastas abertas ou as que seriam inseridas, porém, testei algumas vezes e a proteção não funcionou para as outras pastas ou que adicionei posteriormente.

Para proteção com exceção (edição de células):

1. Acesse o menu Formatar > Células, ou clique com o direito na mesma;
2. na janela que aparecer, selecione a aba Proteção da célula;
3. desmarque a célula Protegido para remover a proteção de todas as células;
4. clique em OK.

*obs.: caso haja exceção, ela deve ser feita antes de aplicar a proteção no Menu Ferramentas.

Para ocultar as fórmulas; dentro da Proteção da célula, basta ativar o Hide formula (de acordo com seu idioma).

Para mais proteção do documento, ao salvá-lo (como .ods), basta marcar a opção: save with password (de acordo com seu idioma).

Quem tiver sugestões e afins, fique a vontade...

[]'s

Referêcias: broffice, openoffice, celepar, usuarios@br-pt.openoffice.org, rau-tu.unicamp.br

Novidades do próximo Ubuntu

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Olá.

O que esperar do próximo Ubuntu (8.10 Intrepid Ibex), que será lançado no próximo mês?
Difícil, mas nem tanto, esperar grandes novidades e melhorias. Digo isso, baseado num Sistema extremamente fácil de usar, com grandes ferramentas e que permite que, desde os menos conhecedores, até os mais experts, utilizem sem maiores dificuldades. É verdade que faltam palavras pra qualificar o Ubuntu. Chamá-lo de perfeito, creio ser demais (até porque, sempre há algo a se melhorar, como em tudo na vida), mas é bem perto disso.

Bom, consegui garimpar algumas novidades interessantes:

- Existe um suporte nativo a 3G e derivados;
- Ainda dentro das conexões, pude ver uma aba VPN (não cheguei a testar, mas se funcionar da forma que espero, compro uma caixa de rojões \o/) ;
- Por default, deve vir habilitada uma conta de convidado;
- Existe um diretório privado (~/Private), e encriptado!
- Instalação via usb;
- Inicialização mais rápida (mais ainda!?);
- Novo visual para o instalador;
- Instalação automática de alguns drivers, bem como outras impressoras;
- Abas no Nautilus!! \o/









Eis as datas previstas:
  • 4 Setembro 2008 - Lançamento do Alpha 5
  • 18 Setembro 2008- Lançamento do Alpha 6
  • 2 Outubro 2008- Lançamento do Beta
  • 23 Outubro 2008 - Lançamento do Release Candidate
  • 30 Outubro 2008- Lançamento final do Ubuntu 8.10
Só nos resta aguardar, mas já sabendo, que mais uma vez, vem coisa boa por aí.

;-)

Referências: Br-Linux, Open-Mania, Polishlinux

Visualizações no Amarok

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Olá.

Mais uma para o excelente Amarok; caso queira exibir as visualizações (aquelas imagens gráficas), é provável que você se depare com um erro como:

"Nenhuma Visualização Encontrada - Possíveis razões:libvisual não está instalada - Nenhum plugin da libvisual está instalado".

Para resolver:

sudo apt-get install libvisual-0.4-plugins

Teste, indo em Tools/Ferramentas, Visualizations/Visualizações.

;-)

Referências: ubuntu-forum, wikipedia

Manual do Ubuntu 8.04

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

A Canonical liberou tempos atrás um manual completo do Ubuntu. Recentemente, uma equipe, liderada por Daywison de Oliveira Fernandes e Pablo Cravo Fernandes, traduziu o mesmo para o nosso português.

Eis o link direto:

Manual do Ubuntu 8.04 em .pdf (+/- 37mb.)

Recomendo! ;)

Referência: Br-Linux e Guia do PC