NES (Emulando sua infância, parte 2)

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Olá.


Seguindo nossa aventura, vamos evoluir dos 4bits (Atari) para os 8bits (NES e Master System).
Bom, o NES (Nintendo Entertainment System, ou Nintendinho) foi lançado no início dos anos 80 e é também um ícone na história dos games. No Brasil, teve diversos clones, como o Top-Game, Turbo-Game, Dynavision, entre outros.

Vida útil
Nos anos 90 devido a renovação tecnológica o sistema foi substituido por consoles mais modernos. A Nintendo norte-americana continuou dando suporte ao console até 1995 quando sua produção foi encerrada. No oriente, a Nintendo japonesa produziu novas versões do Famicom até 2003, quando oficialmente descontinuou o sistema. Isso deu ao sistema um tempo oficial de vida de 20 anos, o maior entre todos os consoles lançados até hoje.

Jogos
O NES se tornou um sistema extremamente difundido graças a jogos da Nintendo que lançaram franquias bem-sucedidas, como Mario, Metroid e Zelda. O console também teve grande colaboração de terceiros, com as japonesas Capcom, Konami e Square começando séries como Mega Man (Capcom), Castlevania e Contra (Konami) e Final Fantasy (Square) no console. A Nintendo também tinha um contrato de exclusividade com seus colaboradores (garantindo que as empresas só trabalhariam no NES). O jogo mais vendido é Super Mario Bros., com 40 milhões de cópias, mas acompanhando o console (às vezes num cartucho que incluía Duck Hunt). Super Mario Bros. 3 é o jogo separado mais vendido da história, com 17 milhões de cópias.

Emulador
Existem diversos emuladores pra NES (assim como para a maioria das plataformas), então vou destacar o FCEU, que é software livre e está disponível para vários SO's.
O site oficial é o http://fceux.com/web/home.html
Nele é possível encontrar algumas informações a respeito de documentação, versões, etc. Lá também estão as opções de download, mas nos repositórios é possível encontrar a versão 0.98. Então vamos lá, pra instalá-lo, basta:

sudo aptitude install fceu

Isso irá instalar o emulador em si, mas nativamente, ele vem sem um frontend (interface gráfica). É possível utilizá-lo normalmente via linha de comando, mas pra facilitar, basta instalar o gfceu.

sudo aptitude install gfceu

Feito isso, basta ir em Applications, Games, que o GFCE Ultra Emulator estará disponível (os menus podem variar de acordo com sua distro).
O emulador em si, assim como o Stella, não tem maiores segredos. Em ROM Filename, você especifica onde está a rom (jogo) que será utilizada e clicando em Execute, o game é iniciado. Em Input é possível configurar botões de teclado ou joystick (joy de PSX funcionando perfeitamente aqui), em Video pode-se ativar o OpenGL (notei um leve embaçado nos gráficos) e fullscreen, em Advanced alguns parâmetros a mais podem ser configurados e por fim, em Network, jogar em rede (não testei).
Para mais detalhes dos comandos disponíveis, basta ir no Terminal e digitar:

fceu

ou

man fceu

É isso. O fceu não é dos mais mirabolantes emuladores, mas cumpre o básico; rodar NES com boa qualidade.

Referências: wikipédia

No post seguinte, falaremos do grande rival do NES, o grande Master System.

See you soon...
[]s

4 comentários:

Diego disse...

O FCE é na minha opiniao o melhor emulador de NES. Cumpre o que promete muito bem.

Ótimo para matar a saudade :D

Diego disse...

E nessa página aqui tem mais infos para quem quiser instalar a versao ultra (do emulador) > http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=971455 (Y)

Henrique Z. T. disse...

Eu instalei o FCE mas a emulação é problemática. A imagem fica "travando" e o som fica picotado e ruidoso. Já tentei resolver mudando as configurações do programa (qua não dão muitas opções) mas nunca consegui corrigir o problema. Alguém tem uma idéia de como resolver isso?

Phoenix disse...

Olá Henrique.

Bom, eu não me aprofundei muito no FCEU, mas o pouco que tive de experiência, foi até que satisfatório.

O problema que teve foi com alguma rom específica ou com qualquer uma? De repente, pode ser esse o problema.
Caso contrário, só pesquisando lá nas páginas dos desenvolvedores ou nas comunidades net afora.
[]s